Blog

Mulheres com prótese de silicone podem fazer mamografia?

Mulheres com prótese de silicone podem fazer mamografia?

O câncer de mama é uma doença altamente preocupante, sendo o segundo tipo de câncer que mais causa mortes no Brasil. O autocuidado, através da realização periódica de exames de diagnóstico, é a melhor forma de prevenir ou descobrir tumores ainda no estágio inicial. Com esse propósito, a realização da Mamografia está sendo constantemente frisada pela campanha do Outubro Rosa.

Porém, as mulheres que possuem prótese de silicone ainda possuem receio em realizar o procedimento. Afinal, estudos apontam que o uso de silicone pode diminuir o diagnóstico preciso em até 30%, já que a prótese pode escurecer possíveis lesões mamárias.

Mas, ainda assim, esse método preventivo não pode ser descartado! Saiba mais sobre a Mamografia e como realizá-la de maneira mais assertiva.

Qual é a importância da Mamografia?

Mais precisa que um Ultrassom Mamário, a Mamografia é um dos principais exames de prevenção para câncer de mama, devendo ser realizada anualmente por mulheres acima de 40 anos. Através desse procedimento, lesões mamárias milimétricas, que não podem ser sentidas ao toque, podem ser identificadas.

Como é realizado o exame?

A Mamografia é um exame que pode causar alguns desconfortos. Porém, ele é bastante prático e rápido. Para que a região mamária possa ser radiografada adequadamente, a paciente deverá se posicionar de frente para o mamógrafo.

Depois, o aparelho realiza uma compressão em cada uma das mamas, tanto na posição vertical quanto horizontal.  As imagens captadas são armazenas em um computador e, se algo for identificado, o médico poderá solicitar outros exames complementares. 

Mulheres com prótese de silicone podem realizar a Mamografia?

Sim, o procedimento deve ser feito normalmente. E mais que isso: é importante que todas as mulheres se conscientizem sobre a importância de manter os exames em dia. Afinal, atualmente, os exames de Mamografia estão cada vez mais modernos e precisos.

A prótese atrapalha o exame?

Sim, ela pode atrapalhar a visualização do tecido mamário. Mas, é totalmente possível e recomendado que a Mamografia seja feita. Com a existência do silicone, é possível que cuidados especiais precisem ser tomados no momento da realização do exame, facilitando essa visualização.

Quais são os cuidados durante a Mamografia?

Uma equipe de profissionais bem instruída sabe que mulheres com prótese precisam de cuidados específicos. Por isso, ao marcar um exame, a paciente deve informar o uso da prótese e se certificar sobre algumas medidas:

Manobra de Eklung

Essa é uma técnica realizada para diminuir a influência da prótese, permitindo melhor visualização do tecido mamário. Ela é feita em uma segunda etapa do exame, através de um deslocamento do silicone, fazendo com que ele fique fora do campo de imagem. Porém, pode haver restrições para esse método, como em casos de próteses já endurecidas ou mulheres mais sensíveis.

Local do implante

Se o silicone estiver implantado por trás do músculo peitoral ou da glândula mamária, a visualização dos tecidos se torna mais fácil. Por isso, consulte os profissionais responsáveis pelo exame ou o seu mastologista!

Mínimo de pressão

O mamógrafo deve ser ajustado para pressionar os seios da paciente o mínimo possível. Isso garante que não haverá riscos de a prótese romper. Esse acontecimento é raro, mas, pode ocorrer em casos de silicones enrijecidos.

Exames complementares à Mamografia

Caso o resultado seja duvidoso, uma Ultrassonografia ou uma Ressonância Magnética das Mamas pode ser solicitada pelo médico. Nesse caso, o Ultrassom permite que ondas sonoras analisem os tecidos mamários como um todo, oferecendo resultados complementares e mais precisos.

O CDI é referência em exames de imagem!

Na hora de realizar a sua Mamografia, escolha locais com equipamentos modernos, que garantem diagnósticos mais precisos! O CDI possui os melhores aparelhos e equipe técnica altamente especializada. Agende já o seu exame. Previna-se!